segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Igreja evangélica promove campeonato de MMA dentro do templo


A Igreja Apostólica Vida Nova da Mooca, São Paulo, realizou no dia 25 de janeiro o Primeiro MMA Power Fight, uma competição de lutas que aconteceu no templo da igreja que recebeu um octógono e centenas de pessoas que presenciaram 12 lutas que tinham como objetivo “lutar por vidas”.

Foram 10 competições de MMA, uma de Submission e outra de Jiu Jitsu que tiveram como trilha sonora canções de grupos evangélicos como Oficina G3 e Pregador Luo. No octógono além das lutas físicas também aconteceu uma luta espiritual, quando o Pr. Roberto, líder da Rede de Jovens, subiu para pregar sobre o evangelho e conquistar vidas para Jesus.

No final da pregação o pastor realizou uma oração e alguns dos presentes levantaram suas mãos para aceitar a Cristo como Senhor e Salvador de suas vidas. Quem estava na igreja da Mooca e comentou sobre o evento foi o "apóstolo" Willy Garcia, fundador do ministério. “Muitas pessoas criticam o MMA por ser um esporte violento, mas hoje ele é o esporte do momento e para nós, da igreja, é uma boa oportunidade de fazer evangelismo. Temos pessoas aqui hoje que jamais entrariam em uma igreja”, disse.



O apóstolo citou o lutador de MMA Vitor Belfort que é evangélico, seu testemunho foi transmitido para os presentes durante os intervalos das lutas. “Existem atletas, como Vitor Belfort, que apesar do esporte e do estilo de vida, amam a Jesus (…) Nosso objetivo é ser uma igreja contemporânea e relevante, levando a Palavra de Deus a todos os segmentos da sociedade. O principal objetivo aqui é a luta contra a perdição e a favor da salvação”, completo Garcia.

A relação MMA e Jesus tem levantado muitas polêmicas, enquanto o líder da Vida Nova acredita que é possível que esse esporte e o evangelho convivam sem problemas, outros pastores criticam a luta livre dizendo que é muito violenta e que não agrada a Deus. Até mesmo um jornalista do Lance! questionou o agradecimento que os atletas evangélicos fazem no final das lutas, quando conseguem derrubar seus adversários.

“O sujeito quebra o maxilar do rival, arrasa seu rosto, abre a testa, tira sangue da orelha, faz o adversário dormir e sai comemorando e agradecendo Jesus, dizendo que o mérito foi dele. Por ter apagado o outro? Teve o dedo de Cristo aí?”, escreveu João Carlos Assumpção em sua coluna do jornal Lance!.

Fonte: Gospel Prime
_______________________________________


Pessoalmente, sou fã de esporte de contato, inclusive de lutas. Acompanho, sempre que posso, os eventos do UFC e outros eventos de lutas. nada tenho contra a prática esportiva marcial e discordo daqueles que pensam que lutas incitam a violência. Quem pratica, ou já praticou alguma arte marcial, sabe que seus ensinos incluem a paz, a disciplina pessoal e a formação do caráter.


Apesar disso, não posso concordar que um evento de lutas sendo realizado dentro de um templo evangélico. Entendo isso como um modismo embalado por uma filosofia pragmática para se alcançar o tão almejado crescimento. O templo é o lugar para adoração, comunhão, louvor e reverência. Infelizmente, o neopentecostalismo tem trazido para o seio da Igreja inovações bizarras, desconsiderando princípios elementares do bom senso.

Metanoia - Acampamento UPM/IPC 2012


Vídeo de divulgação do Acamp's de Carnaval 2012 da UMP da Igreja Presbiteriana de Cuiabá - Metanoia. Confira:


Metanoia - do grego μετάνοια - "mudança de mente", traduzido no NT para "arrependimento". Esse é o tema do nosso acampamento de carnval. A vontade do Pai é que tenhamos uma renovação em nossa mente para O servirmos com inteireza e integridade de coração. Você é desafiado à este santo propósito.



“E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”
Rm 12.2





Vamos lá?

Igreja maconheira



Na cidade de Americana (SP), um sítio é sede de uma igreja rastafari que já foi palco de três batidas policiais com apreensão de dezenas de pés de maconha. A lei brasileira não permite o uso da cannabis para fins religiosos, mas esta igreja quer usar a jurisprudência do Santo Daime, permitido na legislação vigente. O chefe espiritual da igreja disse que investigou tudo sobre a crença pela internet e nunca teve contato pessoal com um rastafari jamaicano.

Confira o vídeo:




Fonte: UOL Notícias

Trollagem universal lusitana

Aqui no Brasil já virou um certo modismo a trollagem aos pastores universais em seus programas na madrugada. Agora, o Google Tradutor resolveu fazer uma vítima lá na "terrinha" dos portuga. Confira no vídeo abaixo e veja a reação nervosa do pastor/apresentador, que não percebeu que se tratava de uma gravação digital. 


Eu não acho correto fazer esse tipo de coisa, por mais que discorde da teologia e práticas da IURD e outras igrejas do seguimento. Mas não dá pra negar que a coisa acaba ficando cômica.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Mulher se machuca no "cai-cai" e processa igreja


Essa é boa! Cheryl Jones, moradora da cidade de Saint Louis, Michigan, e foi visitar a igreja Disciples Christian Fellowship no mês passado. Em determinado momento do culto, uma senhora “recebeu” o Espírito Santo (?) e caiu para trás, machucando Cheryl. Ela, então, resolveu fazer uma denúncia formal, mencionado que não havia ninguém da igreja para aparar ou ajudar a senhora que perdeu o controle ao ser tomada pelo Espírito (?). Ela culpa a igreja por não conseguir protegê-la.

Ela afirmou no processo que, quando a mulher caiu, derrubou muitas pessoas e acabou ficando em cima dela. Cheryl alega que bateu a cabeça, o pescoço, as costas e as nádegas,  ficando inconsciente por alguns momentos.

Alguns dias depois, continuava sentindo dor, e alegou ter desenvolvido um trauma  mental e emocional. Por isso, decidiu processar a igreja por descuido e negligência e pediu US$ 50.000. O dinheiro seria para pagar um tratamento médico até curar seus ferimentos. Alegou ainda que a igreja tem geralmente dois diáconos que ajudam as pessoas que perdem o controle durante o culto, mas naquele dia, ninguém foi ajudá-la.

“Eles deveriam ter avisado tanto minha cliente quanto as outras pessoas ali deste perigo em potencial. Em especial se eles não vão ter diáconos ou outros membros para ajudar essas pessoas quando caem”, disse Brian Millikan, o advogado de Cheryl Jones. Ele afirma ainda que as pessoas “caírem pelo Espírito Santo” (?) é algo que acontece muitas vezes nas igrejas pentecostais.

Jonathan Turley, professor de direito penal na Universidade George Washington, disse ao site ABC News que quando as pessoas são “cheias do Espírito Santo” entram em tamanho frenesi que eles podem ignorar seu potencial de risco. Mas questiona o quanto uma igreja pode ser responsabilizada por não antecipar essas situações que podem, de fato, causar lesões.

“A idéia de ser tocado pelo Espírito Santo é render-se. Ao fazer isso, essas pessoas estão rendendo-se a um colapso involuntário”, disse Turley. "As igrejas parecem tratar esta questão como se o Espírito Santo tirasse a capacidade dos indivíduos em continuar de pé.”

Já houve muitos desses casos nos tribunais americanos. As pessoas geralmente alegam que a igreja falhou em protegê-las de uma lesão ou que foram atingidas dentro do templo. O caso de Cheryl ainda não foi julgado, mas o Tribunal de Apelações do Michigan recentemente confirmou a decisão do júri em cobrar US$ 40.000 de uma igreja depois de afirmar que é “dever da igreja disponibilizar pessoas para aparar os congregantes que eventualmente caem”.

Em 2008, a americana Shin Lim Kim tentou processar sua igreja por não ter mais pessoas para aparar as pessoas que “iam sendo abençoadas ou derrubadas pelo espírito” (?). Ela afirma que, ao tentar ajudar outro membro da igreja que caía no Espírito Santo, acabou caindo junto. Ela machucou uma vértebra da coluna e pediu no processo US$ 125.000. Porém os tribunais decidiram a favor da igreja, achando que eles não eram responsáveis ​​pelos ferimentos de Kim.

Informações de Christina Post e Gorpel Prime
__________________________________

Bizarro. Simplesmente bizarro. Não sei o que é pior nisso tudo: A mulher processar a igreja, as práticas dessa igreja, ou a "pneumatologia" do professor de Direito. Uma pergunta: Será que a igreja continuará promovendo a prática do "cai-cai"? Isso está ficando caro...

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

"Louvores Inesquecíveis" - Coletânea musical resgata clássicos da música evangélica


Um piano, o violão. Lápis e papel. A partir desses elementos, notas e harmonias romperam o silêncio e se transformaram em canções que jamais serão esquecidas em toda a história. A série Louvores Inesquecíveis é uma coleção de 10 CDs com 160 clássicos nas versões originais remasterizadas. 

Após um extenso trabalho de pesquisa, foram encontrados os fonogramas desde os anos 70, 80, até hits dos anos 90 que ganharam projeção em todas as igrejas do país. Entre os sucessos estão "Quem Pode Livrar", "Renova-me", "Não Estejais Ansiosos", "Nas Estrelas", "Calmo, Sereno e Tranquilo", "Consagração", "Seja Engrandecido", "Nosso Deus é Soberano", "Amigo de Deus", "Conheci um Grande Amigo", "Estrela da Manhã" e muito mais. 

Agora os amantes da boa música têm à sua disposição as melhores composições das últimas décadas, concebidas por verdadeiros poetas de Deus. Confesso que chego a me emocionar com uma coletânea dessas. Apesar de ser um apreciados do bom rock, também gosto muito desse tipo de música. Altamente recomendado!

Para conhecer a coleção, acesse: http://www.apd.com.br/louvoresinesqueciveis/

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Ditadura "patriarcal"



Vejam vocês o que o faraonismo faz com líderes que deixam a ambição pelo poder tomar as rédeas da sua vida. Em uma recente postagem em seu twitter, o dito "apóstolo", "patriarca" e sei lá mais o quê Renê Terra Nova, precursor do movimento G-12 no Brasil e líder do Ministério internacional da Restauração - MIR com sede em manaus/AM, postou algo simplesmente bizarro. 

Veja:


Isso nada mais é do que uma demonstração do tipo de liderança déspota e tirana que permeia o meio neopentecostal. Homens que se julgam acima de tudo e de todos, que reivindicam para si, uma autoridade e comissionamento que nunca tiveram, e usam disso para oprimir e manipular seus liderados e ameaçar aqueles que os questionam em seus métodos.


É disso que o TN gosta


A "honra", tão mencionada por Terra Nova, inclusive em seus livros, na verdade se trata de uma submissão total - sem quaisquer questionamentos - da parte de seus liderados em relação a sua pessoa "apostólica patriarcal". O argumento é o mesmo e as eventuais citações bíblicas (distorcidas, obviamente) também o são. É o terrorismo pseudo-cristão promovido pelo neopentecostalismo.


Manipulação góspi

A nova empreitada presbiteriana dos EUA e suas resoluções

No último post, coloquei as informações sobre a reunião de diversos presbiterianos em Orlando, na Flórida, onde, insatisfeitos com os rumos tomados pela PCUSA, especialmente no tocante a ordenação de pastores e pastoras gays e lésbicas, resolveram criar o que, inevitavelmente se tornará uma nova denominação presbiteriana - a ECOThe Evangelical Covenant Order of Presbyterians (“A Ordem Pactual Evangélica de Presbiterianos”).

Pastor e pastora na reunião da ECO

Esta "ordem" postula as doutrinas reformadas e afirma uma postura missional, buscando uma maior contextualização com as necessidades do mundo moderno. O Rev. Dr. Augustus Nicodemus postou no blog "O Tempora, O Mores", as principais resoluções da ECO:
  • Identidade moldada por Jesus (em que a questão essencial é se a pessoa é realmente um discípulo de Jesus);
  • Integridade bíblica (em que a questão essencial é saber se as Escrituras, única Palavra de Deus e que tem autoridade absoluta, realmente define a nossa identidade);
  • Teologia Reflexiva (em que a educação teológica reformada é estimada);
  • Comunidade responsável (em que as igrejas são comunidades onde a orientação é realmente uma experiência corporativa espiritual);
  • Ministério igualitário (em que os dons espirituais de ambos os sexos e de todos os grupos raciais e étnicos são “desencadeados”);
  • Centralidade missional (em que a Igreja “vive” a toda a Grande Comissão, "incluindo a evangelização, formação espiritual, compaixão e justiça redentora”);
  • Espiritualidade focada no centro (em que a Igreja chama as pessoas para o núcleo do que significa seguir a Jesus e “não se fixa sobre os limites”);
  • Liderança rápida (em que a Igreja identifica e desenvolve os líderes que são dispostos a assumir riscos, inovadores e orgânicos);
  • Vitalidade do Reino (pelo qual a igreja reproduz ativamente comunidades missionais).

Plenário da reunião

Para o Dr. Augustus, a ECO será maior do que as duas principais denominações presbiterianas nos Estados Unidos que são conservadoras, a saber, a PCA (Presbyterian Church ofAmerica) e a EPC (Evangelical Presbyterian Church), no entanto, ele crê que   ela será ainda menor do que a PCUSA.

Ideologia da ECO

Minha preocupação com a ECO é a mesma que o Dr. Augustus também levanta em seu post: A aceitação plena do ministério feminino. Foi exatamente a abertura para a ordenação feminina nos anos 60 que abriu as portas para que hoje, a PCUSA passasse também a aceitar a ordenação de homossexuais, já que os argumentos são os mesmos para ambas as decisões - a relativização das Escrituras e o questionamento de sua inspiração plenária.

Desde que o liberalismo teológico passou a dominar o ensino teológico nos seminários da PCUSA (como o Princeton Theological Seminary, por exemplo) antes da metade do século passado, o conceito da inspiração e inerrância das Escrituras fora deixado de lado, dando lugar ao método crítico de interpretação, o padrão bíblico da denominação foi abaixo, resultando numa igreja apóstata e que a cada ano vê milhares de membros migrando para outras denominações. 

Logo da PCUSA

O ensino teológico liberal levou a PCUSA a questionar a historicidade de relatos bíblicos como os primeiros capítulos de Gênesis, a passagem do povo pelo Mar Vermelho, o nascimento virginal de Jesus Cristo, bem como Seus milagres e suas ressurreição corpórea. Além disso, diversos ensinos são questionados e tidos por irrelevantes para o homem moderno por causa de um suposto vezo cultural em que os autores bíblicos como Paulo estavam presos. Assim, as Escrituras deveriam ser lidas e entendidas sob os moldes da cultura moderna e não sob a perspectiva exegética conservadora.

Espero que a ECO se consolide como uma forte denominação presbiteriana - bíblica, teologicamente firmada nos princípios reformados, contemporânea e missional. Mas espero também que sua liderança reveja este ponto e, mesmo com as eventuais murmurações, assuma de vez um compromisso de fidelidade com o Senhor e com a Sua Palavra. 

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Divididos pela “questão gay”, presbiterianos iniciam nova denominação


Os presbiterianos conservadores dos Estados Unidos lançaram uma nova denominação na quinta-feira (19/1), alegando que a Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos da América (PCUSA) está muito consumida por seus conflitos internos para conseguir gerar congregações saudáveis.

A nova denominação reformada “destina-se a fomentar um novo modo de ser da igreja, do mesmo modo que as principais denominações tradicionais fizeram quando começaram”, esclareceram os líderes da Aliança Evangélica Ordem dos Presbiterianos (ECO, na sigla em inglês).

Líderes da ECO explicaram durante a conferência de lançamento, que têm várias queixas contra a PCUSA. Além do excesso de burocracia, existe a questão do constante declínio no número de membros e a tendência para se tornar uma “grande tenda religiosa”, que deseja acomodar todos, comprometendo sua interpretação das Escrituras.

“Sua tenda tornou-se tão ampla que está caindo, pois não tem um mastro no centro”, disse John Crosby, presidente da ordem de pastores da ECO. “O mastro central (necessário) é a autoridade bíblica, conforme é entendida pela comunidade ortodoxa e que tem implicações sobre a sexualidade”. O pastor Crosby, esclarece que o novo movimento foi uma reação à decisão dos 2.300.000 membros da Igreja Presbiteriana (PCUSA) de permitir pastores gays.

Mark Hawke, pastor da 1a Igreja Presbiteriana em Olathe, Kansas, disse que “a questão fundamental é a maneira como você interpreta as Escrituras”“O problema é que as pessoas estão indo para o inferno”, disse John Ortberg, líder do grupo dissidente e pastor da Menlo Park Presbyterian Church, na Califórnia, durante seu sermão no lançamento da ECO.

Mais de 2.000 pessoas, oriundas de 500 igrejas, participaram do culto de lançamento da ECO, em Orlando, Flórida. Segundo a Presbyterian Outlook, uma revista independente, uma enquete indicou que a maioria ainda não decidiu se vai deixar de vez a sua antiga denominação (PCUSA).

A criação da ECO surge após a votação em nível mundial feita pelos presbiterianos no ano passado sobre acabar com a antiga proibição de ordenar pastores gays. Embora a homossexualidade não seja mencionada nos documentos de fundação da ECO, seu compromisso declarado com a teologia conservadora e a inerrância da Bíblia indica que o clero gay não será aceito.

Centenas de igrejas presbiterianas já optaram nos últimos anos em deixar as denominações presbiterianas liberais, optando por se aliar outra denominação conservadora, a Igreja Presbiteriana Evangélica. Ao contrário dessa denominação, a ECO diz que está “totalmente empenhada” em permitir a ordenação de pastoras.

Em uma declaração conjunta, várias igrejas conservadores afirmaram que não deixarão sua denominação, mesmo reconhecendo que existem tensões sobre a ordenação de pastores gays.

Essa é uma tendência que tem atingido outras denominações no mundo todo. A “questão gay” já dividiu igrejas anglicanas na Inglaterra e em diferentes países da África e Ásia. Outras denominações, como a Igreja Unida de Cristo e a Igreja Evangélica Luterana na América também está dividida sobre o assunto. A questão fez parte dos comentários recentes do Papa Bento XVI, chefe de mais de 1 bilhão de católicos romanos, que descreveu a questão gay como uma das várias ameaças ao casamento tradicional, que comprometem “o futuro da humanidade.”

Fonte: Gospel Prime
______________________________

Não vou traçar nenhum comentário, por enquanto. Vou apurar melhor a notícia e conhecer os propósitos da ECO, aí sim, trarei algo um pouco mais concreto.

Igreja cria “rebatismo” para membros que trocam de sexo


Nadia Bolz Weber é uma pastora diferente da maioria. Cheia de tatuagens no corpo, ela se define como uma “luterana sarcástica” e “encrenqueira pós-moderna” em seu blogEsta semana ela postou o relato de uma inovação na igreja que lidera, a House for all Sinners and Saints [Casa para todos os pecadores e santos]. A postura teológica da pastora é luterana, mas é norteada por uma mentalidade “inclusiva”, ou seja, aceita e incentiva o estilo de vida dos homossexuais.

Um dos membros da igreja, Asher O’Callaghan, que é transgênero,  recentemente  passou por um processo de mudança de sexo. Usando a liturgia luterana, a pastora fez uma espécie de “rebatismo”, ou seja, abençoou-o para que ele possa usar com liberdade seu novo nome, que condiz mais com seu novo corpo.

Asher, que anteriormente era uma mulher chamada Mary Christine Callahan, ouviu da pastora, diante da congregação, a leitura da carta de Paulo aos Gálatas, capítulo 3, versos 27 e 28: “Porque todos quantos fostes batizados em Cristo vos revestistes de Cristo. Não há judeu nem grego; não há escravo nem livre; não há homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus”.

Depois, com imposição de mãos, a pastora fez uma oração onde mencionava as situações em que Deus mudou o nome das pessoas na Bíblia: Abraão, Sara, Jacó, Pedro e Paulo. Em uma breve explanação, disse que a partir daquele momento, depois de ter “despertado” o homem que habitava em seu corpo, Asher deveria “usar este nome em nome de Cristo. Compartilhá-lo em nome da misericórdia. Oferecê-lo em nome da Justiça”.

Com a anuência de sua congregação, Mary passará a ser reconhecida por todos na igreja como Asher. Embora não explique como ou porque resolveu fazer esse “rebatismo”, a pastora Nadia escreveu apenas que um procedimento parecido já era realizado em uma igreja episcopal anglicana igualmente inclusiva.


Fonte: Gospel Prime

Palavra cruzada de publicação ligada à AD diz que Jônatas e Davi eram amantes


O relacionamento entre Jônatas, filho de Saul, e Davi divide a opinião de muitos líderes religiosos, mas a grande maioria, principalmente pastores de igrejas tradicionais e pentecostais concordam que eles possuíam uma amizade muito grande.

Mas por um erro de uma revista da Assembleia de Deus de Campo Grande, no Rio de Janeiro, as palavras cruzadas apontam que o relacionamento entre eles era de amante. O erro chamou atenção do blogueiro Júlio Severo que postou o jogo de Palavras Cruzadas em seu blog.

De fato as dicas pedem para que o campo seja preenchido com seis letras sendo que as duas primeiras são A e M. Ao completar o quadro o leitor pode ficar assustado, mas na página de respostas está a palavra AMANTE.

O blogueiro então informa que a revista é dirigida pelo Pr. Daniel Malafaia, parente do Pr. Silas Malafaia e por isso Júlio se questiona se “influência gay e midiática chegou a um ponto catastrófico nas igrejas evangélicas”. Seria esse apenas um erro da publicação ou de fato a AD de Campo Grande acredita que entre Jônatas e Davi rolava algo além da amizade?

Clique para ampliar

“Peço aos leitores do meu blog que enviem ao Pr. Daniel Malafaia uma cópia das excelentes pregações do Pr. Silas Malafaia contra as mentiras da agenda gay. Aliás, mandem uma cópia para toda a liderança dessa igreja, pois se Jônatas e Davi eram homossexuais por serem muito amigos, então o que dizer de nós, homens cristãos, que somos apaixonados por Jesus Cristo?”, escreve o blogueiro.

Fonte: Gospel Prime

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Pancadas "ungidas"


Olha só o que este homem faz com os pobres crentes. Ele desce o braço! São empurrões e até tapas nas irmãs... Nem as crianças escapam. simplesmente bizarro.


Vi no Púlpito Cristão

Unção no chiqueiro?


Mais uma desastrosa campanha patrocinada por uma conhecida igreja evangélica (?) no Brasil. Desta vez, os "profetas" propõem uma dita "unção do celular" realizada num chiqueiro. Isso mesmo! CHIQUEIRO. Confira:




"Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição". 2Pe 2.1

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Britney Spears quer ser pastora... Hahahahahaha!!!


A cantora Britney Spears, 30, ficou famosa no mundo todo por suas músicas e pelo seu comportamento desregrado. Esta semana um dos seus ex-guarda-costas afirmou que contará em um livro todos os “segredos” das turnês da cantora, incluindo as orgias sexuais que ela se envolvia junto com a equipe.

Quase ao mesmo tempo, a cantora teria surpreendido a família ao anunciar que pretende se dedicar à carreira religiosa após o fim de sua carreira artística. Britney teria vontade de se tornar pastora da Igreja Batista de Kenwood, Louisiana, sua cidade natal. Não é a primeira vez que ela afirma isso, em 2009 fez uma declaração parecida, explicando que isso poderia “melhorar sua vida espiritual e incentivar outras pessoas a superar crises como as suas”.

“Ela sempre acreditou em Deus e cresceu em uma família de religiosos praticantes. Ela espera que virar pastora não só melhore sua vida espiritual como também aconselhar aqueles que passam por coisas que ela já passou no passado”, disse uma pessoa próxima da cantora ao site de celebridades “Star”.

Aparentemente, os pais de Britney não gostaram da idéia e disseram que é uma “fase passageira”. No passado, a cantora já disse que se não fosse pela carreira artística, hoje seria professora. Alguns anos atrás, Britney teve uma crise de nervos que a motivou a raspar a cabeça, abandonar temporariamente os palcos e se internar em uma clínica de recuperação. Ao mesmo tempo ela passou a se envolver cada vez mais com a Cabala, ensinamentos místicos judaicos.

Britney Spears foi criada em uma igreja batista conservadora da Convenção Batista do Sul e chegou a cantar nos corais da igreja ainda criança. Logo que passou a fazer sucesso ela teve um desentendimento público com David Kelly, pastor da Primeira Igreja Batista de Kenwood na época, que a criticou por atitudes anticristãs, como fumar, beber e exibir o corpo com sensualidade.

Seu pai Jamie acabou interferindo nas escolhas ruins da filha famosa e a ajudou a recomeçar. Britney já foi casada mais de uma vez e tem dois filhos. Vencedora de muitos prêmios, já vendeu mais de 100 milhões de álbuns, 90 milhões de singles, e 40 milhões de DVD’s segundo a sua gravadora. É a 8ª artista feminina que mais vendeu álbuns na história.

Fonte: Gospel Prime
____________________________

Não duvido de nada que o Senhor possa fazer. Não há pecado tão grande que não possa ser por Ele perdoado (exceto a blasfêmia contra o Espírito Santo, e isso por razões determinadas por Ele mesmo), bem como não há tamanho pecador que não possa ser transformado por ele em um vaso de bênçãos. Mas a Britney afirmar que se dedicará ao ministério após o encerramento da carreira musical... Hum... Já pensou...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...