segunda-feira, 18 de junho de 2012

Ex-pastor mostra pontos que o fizeram desacreditar da existência de Deus



Mais um pastor foi encorajado pelo Projeto Clero para assumir que não acredita mais em Deus. Dessa vez quem está viajando pelo mundo para contar sua conversão ao ateísmo é o pastor Jerry DeWitt que ficou famoso no estado de Louisiana, Estados Unidos, por pregar o pentecostalismo.

“O projeto me deu confiança para deixar de ser pastor” disse ele que hoje tem como ouvintes agnósticos, humanistas, ateus e pessoas que não se identificam com nenhuma religião. “Eu sabia que não estava sozinho, que não era um acaso, que eu não era uma aberração de natureza religiosa”, disse DeWitt.

Em suas palestras ele conta como passou a desacreditar em Deus, relatando que o ponto alto foi quando tinha que condenar os fiéis ao inferno para falar sobre pecado. “Eu estava dizendo a pessoas de quem eu gostava que elas poderiam arder no inferno, o que não foi fácil para mim”.

Mas esse não foi o único motivo para fazê-lo desistir da fé, DeWitt conta que começou a se assustar com o suposto poder da oração, já que os fiéis oravam com fervor para conseguir emprego e cura física, mas não apresentavam melhoras. O fracasso dessas pessoas abalou ainda mais a fé do pastor.

Agora ele é diretor da Recovering for Religion, uma entidade que atua desde 2009 ajudando os sacerdotes que não acreditam mais na religião a mudarem suas vidas, já que eles costumam enfrentar muitas dificuldades e preconceito.

Quem assiste a suas palestras o ouve contar que também passou a desacreditar nas contradições encontradas na Bíblia, depois de anos como sacerdote ele passou a pesquisar outras religiões e traduções da Bíblia para tentar encontrar a resposta para a existência de Deus, mas não conseguiu mudar seu conceito.

Fonte: Gospel Prime, com informações Paulopes

4 comentários:

  1. É muito difícil aceitar isso. Uma pessoa que deixa de acreditar em Deus porque os resultados esperados não aconteceram. Devemos servir a Deus não pelo que ele pode nos oferecer, mais principalmente pelo que ele é.Quando o servimos com fidelidade as benção virão como consequência disso. Meu Deus, eu digo de mim mesma, quanto mais tribulações, decepções, frustrações, mais amo meu Deus.Pois sei que isso faz parte da nossa breve passagem neste mundo. É um aprendizado, é o perfeito aperfeiçoando a imperfeita. O próprio Jesus nos garantiu que nesse mundo teríamos aflições. O segredo para vencer as aflições é ter uma vida alicerçada em Cristo. Por isso nada justifica alguém deixar de acreditar em Deus, nada e nada justifica isso.

    ResponderExcluir
  2. 2 Pedro 2. 21 "Melhor lhes fora não ter conhecido o caminho da justiça do que, depois de o conhecer, voltar atrás, abandonando a lei santa que lhes foi transmitida. 22 Acontece-lhes o que diz aquele provérbio tão acertado:
    «O cão volta ao seu vómito
    e a porca, acabada de lavar,
    volta a revolver-se na lama."

    ResponderExcluir
  3. Tenho meditado nesta tragédia. Como homens de Deus, preparados para ministrar a Palavra e as boas novas de Jesus, venham a negar a fé? O que tem levado pastores no mundo todo, a abandonar a esperança da glória? É lamentável.

    ResponderExcluir
  4. Ele não desacreditou em Deus. Na verdade nunca acreditou. Porque a partir de quando a pessoa crê em Deus e na sua existência, sua vida muda, suas percepções e conceitos sobre a vida mudam, o prisma e a maneira de como ela olha pras pessoas são outros, e a pessoa então, é regenerada, transformada.
    Deus não passa a existir à medida que cremos ou não cremos Nele. Eu vejo que as palavras que Jerry um dia proferiu pregando o Evangelho, foi um ato permissivo de Deus, para que a Sua Glória fosse conhecida.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...